Terça, 22 Setembro 2020 08:08

Mulheres relatam abusos sexuais de "médico dos famosos" em São Paulo

Mulheres que passaram em consulta com o nutrólogo Abib Maldaun Neto afirmam que foram abusadas sexualmente no consultório.

Com receio de serem identificadas, as vítimas contam que, ao buscar uma avaliação física para melhorar a saúde, o profissional aproveitou o momento para cometer o abuso. As informações são da Record TV.

Leia mais: 'Invisíveis', pessoas com deficiência sofrem com violência doméstica

Uma empresário de 43 anos relatou que, por mais de uma década, ficou calada, mas decidiu fazer a denúncia após ver outras mulheres delatando o médico das celebridades. Ela buscava mais disposição física e lembra do trauma: "Ele falou vamos te examinar agora, tira a roupa, coloca o avental. Ele apalpou minha virilha direita e disse que tinha nódulos, depois começou a manipular meu clitóris".

Outra paciente revelou que o abuso aconteceu com o filho na sala de espera: "Só pensava que meu filho de 10 anos estava sentado a 100 metros de mim".

Veja também: Em SP, 1ª semana de primavera terá dias frios e mínimas de 14ºC

Abib tem fotos com diversas celebridades por ele atendidas, fato que deu confiança a uma das pacientes. Agora todas querem que ele pague pelo que fez. Os traumas, no entanto, não serão esquecidos. "Nunca mais me consultei com médico homem", disse uma das mulheres.

As pacientes que procuram um nutrólogo querem perder peso, procuram por saúde. A avaliação física é feita com o auxílio de um aparelho. Em nenhum momento é preciso ficar nua durante o exame.

Abib já foi condenado em 2ª instância, mas continua exercendo a profissão em SP Reprodução / Record TV

Condenação

Abib Maldaun foi condenado em segunda instância, em julho, por violação sexual de uma paciente há seis anos. A pena foi de 2 anos e 8 meses de prisão. Mas ainda cabe recurso.

Novas denúncias foram feitas contra o nutrólogo desde então. O CRM (Conselho Regional de Medicina) de São Paulo informou que os processos correm em segredo de justiça e que o registro médico de Abib permanece ativo até o fim do processo.

Leia ainda: Emprego e renda são os grandes desafios do próximo prefeito de SP

O médico continua exercendo a profissão em um consultório na zona sul de São Paulo. Em nota, ele afirmou que "é inocente, está tranquilo e que jamais cometeu ato imoral ou ilegal durante a atuação médica". Informou também que sempre colaborou durante o processo e está à disposição para que, segundo ele, a verdade seja comprovada.

Enquanto isso a empresária lamenta não ter feito a denúncia no passado: "Me sinto culpada por não ter feito nada lá atrás".

Ler 67 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.