Lava Jato acumula quatro anos com 40 sentenças de Moro; veja números da operação

Sábado, 17 Março 2018 19:38

Lava Jato acumula quatro anos com 40 sentenças de Moro; veja números da operação

Avalie este item
(0 votos)
Operação Lava Jato foram proferidas pelo juiz federal Sergio Moro; acompanhe os números" title="Ao todo, 40 sentenças da Operação Lava Jato foram proferidas pelo juiz federal Sergio Moro; acompanhe os números">

Ao todo, 40 sentenças da Operação Lava Jato foram proferidas pelo juiz federal Sergio Moro; acompanhe os números

Foto: Agência Brasil - 01.12.2016

Pouco depois quea Operação Lava Jato foi deflagrada, em 17 de março de 2014, estava até fácil acompanhar seus desdobramentos. Hoje, dia em que ela completa quatro anos de existência, muita gente já perdeu as contas do número de pessoas envolvidas, investigadas condenadas – e é até compreensível que muitos esqueçam o tanto de pessoas que já foram soltas ou que estão gozando de prisão domiciliar.

Ao todo, a operação já acumula 49 fases. Além disso, 188 pessoas já foram condenadas pela Operação Lava Jato porenvolvimento nas fraudes descobertas pela Polícia Federal. Das sentenças proferidas a esses envolvidos, 40 foram do juiz federal Sergio Moro,titular da 13ª Vara Federal em Curitiba e responsável pelas investigações na primeira instância judicial.

Começada na Petrobras, a operação conta com uma lista de investigados ampla.Além dos ligados à estatal e ex-diretores de empreiteiras, que assumiram fazer parte de um cartel para desviar recursos de contratos da estatal, foram condenados políticos que deixaram de ter foro por prerrogativa de função e passaram a ser julgados pela primeira instância da Justiça.

Dessescondenados, muitos respondem pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, por terem recebido vantagens indevidas vindas de desvios da Petrobras. Vários, inclusive, foram sentenciados mais de uma vez — alguns exemplos são o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Youssef foi condenado dez vezes. Costa foi apenado em oito sentenças, mas ambos firmaram acordos de delação premiada com o Ministério Público e estão livres.

STF não julgou ninguém ainda

Enquanto a operação dá resultados frequentes na primeira instância, nas superiores, o ritmo está um pouco mais lento.Afinal, nenhum dos investigados com foro privilegiado, como deputados, senadores e ministros, foram julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Tais investigações chegaram às instâncias superiores em 2015, mesmo assim, nenhuma foi concluída na Corte.De acordo com levantamento mais recente divulgado pelo gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, cinco ações penais envolvendo investigados estão em andamento, duas foram enviadas para o ministro-revisor, última etapa para julgamento; duas estão em diligências finais, e 50 inquéritos ainda estão sem denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR).

50 países envolvidos e R$ 1,9 bilhão devolvido

Além disso, em quatro anos, foram registrados ainda 395 pedidos de cooperação internacional, assinados com 50 países.

Conforme balanço divulgado pelo Ministério Público Federal nesta sexta-feira, 39 investigações da Lava Jato tramitam em tribunais superiores, sendo 36 delas no STF, envolvendo 101 investigados, e 134 delações premiadas foram assinadas e enviadas à Corte para homologação.

Por fim, com os acordos de colaboração e leniência, é estimado que a Operação Lava Jato tenha conquistado a recuperação de cerca de R$ 12 bilhões para os cofres públicos, sendo que R$ 1,9 bilhão já foi devolvido.

* Com informações da Agência Brasil.

Ler 49 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.