Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Sexta, 11 Setembro 2020 18:51

Trump pede união de americanos durante homenagem do 11/9

Avalie este item
(0 votos)

Nesta sexta-feira (11), os norte-americanos fizeram uma sessão solene de homenagem às vítimas do ataque terrorista que derrubou as torres gêmeas, o World Trade Center deixando milhares de mortos. Neste ano, a

pandemia da covid-19 atrapalhou as homenagens aos mortos e, em muitos casos, apenas membros da família tiveram acesso às cerimônias

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu "unidade" entre os americanos, durante a cerimônia em memória das quase 3 mil vítimas nos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 em Nova York, Arlington e Pensilvânia.

De Shanksville, Pensilvânia, onde o voo 93 da United Airlines caiu com 40 passageiros e quatro terroristas, um sóbrio Trump defendeu a unidade."Estamos comprometidos em ser uma nação americana, em defender nossas liberdades, defender nossos valores e amar o nosso próximo; celebrar nosso país e cuidar de nossas comunidades; honrar nossos heróis e nunca esquecer", disse Trump

O presidente, que manteve um tom solene e clamou pela unidade - algo incomum para ele -, também lembrou as 7 mil vidas de "heróis militares" perdidas durante a guerra ao terrorismo que o presidente George W. Bush começou após os ataques e que Barack Obama e agora, Trump, herdaram

O republicano afirmou que os passageiros do voo 93 agiram como "grandes patriotas" ao decidirem "enfrentar o mal puro" e salvar a capital Washington, suposto destino dos sequestradores, que queriam derrubar a aeronave no Capitólio

Pouco depois das 10h (hora local) do dia 11 de setembro de 2001, o voo 93 da United caiu em um terreno baldio no sudoeste da Pensilvânia, após uma revolta de alguns de seus passageiros, que conseguiram chegar até a cabine e lutar com o sequestradores até que a aeronave perdesse o controle

Trump homenageou os mortos na Pensilvânia no monumento que foi erguido no local do acidente e também lembrou das mais de 2,6 mil pessoas que morreram em Nova York nos ataques às duas torres gêmeas, bem como aos mais de 180 mortos no ataque ao Pentágono

Segundo o Corpo de Bombeiros, desde o 11 de setembro de 2001, 226 membros da corporação morreram em decorrência de problemas de saúde causado por substâncias que eles ingeriram ou aspiraram enquanto socorriam as vítimas dos atentados, além dos 346 que morreram no dia dos ataques

Nos 19 anos do ataque terrorista, muitas flores e bandeiras americanas foram colocadas no monumento construído para homenagear às vítimas em Nova York

Hoje a bandeira norte-americana ficouà meia-haste, ou meio-mastro, para declarar o luto pelas vítimas do atentado

Ler 27 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.