Sexta, 18 Setembro 2020 17:18

Com covid em alta, Madri restringe mobilidade de 855 mil pessoas

Avalie este item
(0 votos)
Medidas vão vigorar por 14 dias, mas podem ser prorrogadas Víctor Lerena/EFE

A região de Madri vai restringir a mobilidade nas 37 áreas mais afetadas pelo coronavírus a partir de segunda-feira (21). Os habitantes só poderão se deslocar a outros lugares para trabalhar e cumprir obrigações legais ou educacionais, entre outras premissas.

As restrições afetarão 855.193 pessoas na Comunidade de Madri, onde também o limite de pessoas por reunião será de seis, em vez de dez, como é atualmente.

“Devemos evitar o estado de alarme, mas acima de tudo o confinamento, o confinamento é o desastre econômico e deve ser evitado por todos os meios”, disse a presidente regional de Madri, Isabel Díaz Ayuso, na entrevista coletiva em que apresentou as novas medidas.

Conforme explicou o Ministro da Saúde, Enrique Ruiz Escudero, as 37 áreas escolhidas são áreas básicas de saúde que nos últimos 14 dias tiveram uma incidência acumulada de mais de 1.000 casos por 100 mil habitantes, o que mostra uma situação "estável ou crescente" e que, devido a sua “contiguidade geográfica”, facilitam o “controle perimetral da mobilidade”.

A população residente nessas áreas (distribuída entre seis bairros da capital e sete municípios) equivale a 13% do total da Comunidade de Madri, mas concentra 25% dos casos de coronavírus diagnosticados na Espanha.

Essas medidas "excepcionais", disse Escudero, terão vigência de 14 dias a partir de segunda-feira, podendo ser prorrogadas "se a situação epidemiológica assim exigir".

Os habitantes dessas áreas serão proibidos de entrar e sair, exceto em questões básicas como assistência a postos de saúde, obrigações de trabalho, assistência a centros de ensino, retorno à residência habitual, cuidado de idosos, dependentes e pessoas com deficiência.

Poderá ainda deslocar-se a entidades financeiras, proceder a audiências judiciais ou notariais, renovar documentação oficial, realizar exames ou provas oficiais não adiadas, e outras situações de “força maior”.

A movimentação de residentes dessas áreas dentro delas será permitida com as limitações gerais em vigor para a região como um todo, embora viagens e atividades "não essenciais" sejam desencorajadas.

Além disso, as reuniões públicas e privadas nestas áreas estão limitadas a um máximo de seis pessoas, não incluindo "atividades de trabalho ou institucionais".

Os estabelecimentos comerciais e hoteleiros terão capacidade limitada a 50% e deverão encerrar atividades às 22h, embora os bares e restaurantes continuem a fazer entregas a domicílio para além deste limite.

Ler 23 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.