Big Banner Hospedagem de Site 1360x150

Tsunami na Indonésia: Deslizamento da lateral de vulcão pode ter causado ondas gigantes

Terça, 19 Setembro 2017 06:24

A busca desesperada por crianças em escombros de escola destruída por terremoto no México

Direito de imagemAFP
Image caption Escola localizada ao sul da capital mexicana foi ao chão na hora que crianças estavam na sala de aula

Pelo menos 20 crianças morreram quando o prédio

da escola em que estavam desabou com o terremoto de magnitude 7,1 que abalou o México na tarde de terça-feira.

Todas eram alunas da escola Enrique Rébsamen, que fica no sul da Cidade do México. O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, informou que ao menos dois adultos também morreram.

As crianças estavam na sala de aula quando foram surpreendidas pelo terremoto, que derrubou a parte frontal do prédio deixando os alunos presos no meio dos escombros.

Segundo Nieto, que visitou áreas atingidas pelo tremor, cerca de outras 30 crianças estão desaparecidas.

O tremor atingiu o México no aniversário do devastador terremoto de 1985 que matou e feriu milhares de pessoas.

Nesta quarta, as autoridades mexicanas contabilizaram pelo menos 216 mortos no país e esse número ainda pode aumentar. Pelo menos 27 prédios desabaram.

Direito de imagemEPA
Image caption O presidente mexicano Peña Nieto disse na terça que 30 crianças permaneciam desaparecidas
Image caption Fachada da escola Enrique Rébsamen antes do terremoto. Crédito: Google

O correspondente da BBC Mundo na Cidade do México, Alberto Nájar, visitou a escola e testemunhou o desespero de socorristas e pais de crianças. Voluntários se juntaram para tentar resgatar as vítimas.

De acordo com Nájar, pelo menos cinco crianças foram tiradas dos escombros e levadas a um hospital. Não há, contudo, informações se essas crianças sobreviveram. Segundo fontes oficiais, 11 pessoas foram resgatadas com vida do prédio da escola.

Direito de imagemReuters
Image caption Nesta terça, o terremoto atingiu magnitude 7,1 no México

O tremor foi registrado às 13h14 no horário local (15h14 em Brasília) com epicentro nos arredores da cidade de Axochiapan, no Estado de Morelos, distante 120 km da capital mexicana.

Ele ocorreu duas horas depois de mexicanos terem feito uma simulação.

O México é propenso a terremotos e, no início deste mês, um terremoto de magnitude 8,1 atingiu o sul do país e deixou mais de 90 mortos.

Direito de imagemReuters
Image caption Cerca de 44 prédios sofreram grandes danos com o temor desta terça

Na terça, após o terremoto, quase 2 milhões de pessoas na capital ficaram sem eletricidade e as linhas telefônicas entraram em colapso.

O prefeito da Cidade do México, Miguel Angel Mancera, informou que pelo menos 44 edifícios na capital mexicana sofreram grandes danos.

Ler 30 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.