Julgamento de Trump: um guia simples para entender por que presidente dos EUA é alvo de impeachment

Quarta, 30 Novembro 2016 17:47

TJ manda soltar acusado de provocar morte dos irmãos do Salve Rainha

, no dia 26 de junho, ambos ligados ao movimento cultural Salve Rainha.

Irmãos idealizadores do Salve Rainha mortos
em acidente (Foto: Reprodução/Facebook)

A secretaria de Justiça do Piauí

confirmou que Moaci deixou a Casa de Custódia de Teresina na tarde desta quinta-feira (1º).

Jader Damasceno, sobrevivente na colisão (Foto:
Beto Marques/G1)

A decisão, publicada no sistema eletrônico da Justiça estadual nesta quinta, revogou a prisão do acusado, que . Na ocasião, a magistrada afirmou que Moaci não estava cumprindo com as medidas cautelares e por isso ele foi conduzido para a Casa de Custódia.

Além da revogação da prisão, os desembargadores reestabeleceram as medidas cautelares fixadas anteriormente. São elas suspensão da permissão ou da habilitação para dirigir veículos automotores; recolhimento domiciliar noturno e nos dias de folga, a partir das 21h até às 5h da manhã;  proibição de frequentar bares, boates e similares; comparecimento mensal em juízo e proibição de ausentar-se da comarca de Teresina, sem prévia autorização judicial, ou mudar de endereço sem prévia comunicação ao juízo.

O G1 tentou contato com o Eduardo Faustino, advogado de Moaci Moura, mas ele não atendeu as ligações.

Segundo denúncia do Ministério Público, no dia 26 de junho Moaci Moura dirigia em alta velocidade (aproximadamente 100km/h), estava alcoolizado e invadiu o sinal vermelho quando colidiu contra o carro em que estavam as vítimas. Como resultado do acidente, Bruno Queiroz morreu na hora, seu irmão Júnior Araújo teve morte cerebral três dias depois e apenas o jornalista Jader Damasceno sobreviveu. Todas as vítimas são ligadas ao movimento cultural Salve Rainha.

Veículo que levava os três rapazes ficou completamente detruído após a colisão (Foto: Moana Almeida/Arquivo Pessoal)

Como Moaci foi pronunciado pela Justiça, o processo segue em preparação para o início do julgamento, quando o acusado será julgado pelos crimes de duplo homicídio doloso, lesão corporal grave (provocada a Jader Damasceno, único sobrevivente do acidente) e ainda por fugir do local da colisão.

 

Ler 22 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.