Big Banner Hospedagem de Site 1360x150

Análise: Em discurso, Bolsonaro tentará escapar da 'maldição de Davos'

Terça, 10 Julho 2018 12:55

Geddel vira réu por ter pressionado ministro da Cultura

Avalie este item
(0 votos)

BRASÍLIA - A juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal de Brasília, tornou o ex-ministro Geddel Vieira Lima réu por improbidade administrativa. Ele é acusado de

ter pressionado o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero a produzir parecer técnico favorável a seus interesses particulares. A decisão atende à ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com a acusação, Geddel, na condição de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, exigiu que Calero interferisse junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para que fossem liberadas as obras de um empreendimento de luxo onde havia comprado um apartamento.

O projeto inicial do Edifício La Vue, em Salvador, não foi aprovado pelo Iphan, o que motivou a intervenção de Geddel junto ao Ministério da Cultura. Segundo o MPF, as investidas ocorreram por meio de diversos contatos telefônicos e pessoais, com ameaças de que, caso a construção não fosse autorizada, pediria ao presidente Michel Temer que demitisse o presidente do Iphan. Depois da polêmica, Calero acabou pedindo demissão do cargo.

"Os documentos trazem indícios acerca da materialidade e autoria dos atos que são imputados ao requerido (Geddel), passíveis de enquadramento como atos de improbidade administrativa", escreveu a juíza.

Nos autos, a defesa de Geddel diz que não houve influência política para que o empreendimento fosse liberado pelo Iphan, pois falou com Calero antes de tomar posse como ministro do Palácio do Planalto.

Leia mais:

Calero e Odebrecht deixam Planalto em alerta máximo

Justiça paralisa obra de prédio em que Geddel tem apartamento

Ler 44 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.