Fachin prorroga inquérito contra Temer sobre repasses da Odebrecht

Quinta, 02 Agosto 2018 23:40

Fachin prorroga inquérito contra Temer sobre repasses da Odebrecht

Avalie este item
(0 votos)

BRASÍLIA - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu prazo de mais 60 dias em um inquérito contra o presidente Michel Temer. A

investigação é sobre um jantar ocorrido no Palácio do Jaburu, em 2014, em que foi acertado o repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para caciques do MDB. Também são investigados neste inquérito os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia).

No despacho, o relator da Operação Lava-Jato afirma que, segundo a Polícia Federal (PF) e a Procuradoria-Geral da República (PGR), ainda é preciso coletar mais provas e depoimentos de testemunhas.

"A PF salienta que os elementos aportados diversificam as frentes investigativas e, portanto, justifica-se devidamente a necessidade de dilação de prazo", escreveu Fachin. "No caso em análise, o inquérito tramita com a regular evolução das linhas investigativas, e, portanto, não há qualquer evidência concreta de retardo indevido nos atos procedimentais".

De acordo com a delação premiada do ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho, Temer pediu pessoalmente ao ex-presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, repasses financeiros para abastecer a campanha do MDB em 2014. Em troca, a empresa teria seus interesses atendidos na Secretaria de Aviação Civil.

Temer já admitiu que o jantar ocorreu, mas negou ter tratado com a Odebrecht sobre os repasses financeiros para a campanha - em 2014, Temer concorreu como vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff, que venceu a eleição. Em nota, o Palácio do Planalto diz que "repudia com veemência" os fatos narrados por Melo em sua colaboração premiada.

Ler 49 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.