Servidores participam de debate sobre exploração sexual de crianças e adolescentes

Hoje, 18, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e adolescentes. Por conta da data, a Câmara de São Luís realizou uma programação especial para abordar as temáticas relativas ao 18 de maio junto aos públicos da instituição. Além da roda de conversa “Violência sexual contra crianças e […] O post Servidores participam de debate sobre exploração sexual de crianças e adolescentes apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Servidores participam de debate sobre exploração sexual de crianças e adolescentes

Hoje, 18, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e adolescentes. Por conta da data, a Câmara de São Luís realizou uma programação especial para abordar as temáticas relativas ao 18 de maio junto aos públicos da instituição. Além da roda de conversa “Violência sexual contra crianças e adolescentes: conhecer para combater”, que aconteceu nesta manhã e contou com a participação de servidores da Casa, uma live também será realizada amanhã (19), às 19h30, no perfil “camaraslz” do Instagram.

O evento de hoje aconteceu na Sala VIP da Casa Legislativa e visou promover esclarecimento acerca do que é violência sexual contra crianças e adolescentes, bem como abordar a responsabilidade da família, do Estado e da sociedade em geral para a proteção da criança e do adolescente de toda forma de violência. A realização da roda de conversa também objetivou a integração dos servidores da Casa e o estreitamento do relacionamento da organização com eles.

A relações públicas da Câmara, Clarissa Soares, comentou a realização do evento do ponto de vista institucional e, na oportunidade, convidou a população para participar live que acontecerá amanhã. “A roda de conversa foi um momento enriquecedor. Além da integração entre os servidores, ela serviu para sensibilização do público interno e ampliação dos conhecimentos sobre o tema, especialmente quanto a medidas de prevenção da violência sexual contra crianças e adolescentes. Agora a discussão será ampliada para o público externo também, por meio da live que será realizada amanhã. Aguardamos a participação de todos e todas”, convidou.

A roda de conversa teve como facilitadora a assistente social Carla Serrão. Ela é professora do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Maranhão, mestre e doutora em Políticas Públicas com experiência em estudos e pesquisas nas áreas de Serviço Social, Políticas Sociais e Direitos humanos de crianças e adolescentes.

Durante o evento, ela tratou de temas como: diferença entre abuso e exploração sexual; responsabilidade na proteção de crianças e adolescentes; sinais de abuso e exploração sexual em crianças e adolescentes; mitos e verdades sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes, bem como espaços para realização de denúncias – como Disque 100, conselhos tutelares, Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e  Ministério Público.

Na ocasião, Carla Serrão avaliou a realização da roda de conversa: “Violência sexual contra crianças e adolescentes: conhecer para combater” na Casa Legislativa. “A Câmara de São Luís é um local privilegiado desse ponto de vista, porque é o lugar em que a legislação que atingirá a população é produzida. Quanto mais pessoas estiverem informadas sobre os Direitos e a obrigação que a sociedade tem relação à proteção de crianças e adolescentes, melhor para a sociedade e para as crianças e adolescentes”, disse.

Um dos parlamentares que se fez presente no evento foi o co-vereador Jhonatan Soares, do Coletivo Nós (PT). Na oportunidade, ele comentou sobre a relevância da roda de conversa realizada nesta manhã na Câmara de São Luís.

“Toda iniciativa que venha para propagar e potencializar a necessidade de defesa e de criar estratégias de proteção para crianças e adolescentes são salutares e necessárias. Estamos falando de uma temática muito delicada: violência, abuso e exploração de crianças e adolescentes. Sobre a questão da temática ser abordada na Câmara, com o requinte de trazer uma pessoa que possui tanto conhecimento sobre o tema, acredito que nos torna profissionais melhores, pessoas melhores, cidadãos e cidadãs mais atentos e atentas, antenados e antenadas a esta questão. A violência acontece em todos os espaços e o tempo todo. Precisamos ter um olhar atencioso, cuidado mesmo e de proteção de quem mais precisa, sobretudo de quem depende de nós. Na maioria das vezes, as crianças não conseguem expressar que estão sofrendo uma violência. Então, nós, os adultos, somos necessários neste momento para observar e saber como agir e, sobretudo, denunciar para proteger essas crianças”, explicou Jhonatan Soares.

Ângela Silva Lopes, servidora do Setor de Documentação, também participou do evento na Casa Legislativa e avaliou de forma positiva a realização dele. “A roda de conversa foi muito enriquecedora, porque esclarecemos várias dúvidas. Por vezes, a dúvida de um era uma dúvida que nós tínhamos e havíamos esquecido de perguntar. Então, o momento contribuiu muito para termos uma visão mais ampla sobre o tema”, assinalou.

Vale registrar que a roda de conversa “Violência sexual contra crianças e adolescentes: conhecer para combater” foi planejada e executada pela Diretoria de Comunicação, por Departamento de Comunicação Organizacional; em parceria com o Setor de Recursos Humanos, por meio Psicologia; e o Departamento Médico de Assistência aos Servidores, por meio do Serviço Social.

Data – O 18 de maio se tornou oficialmente o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a partir da Lei 9.970/2000. A data foi escolhida em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973.

O post Servidores participam de debate sobre exploração sexual de crianças e adolescentes apareceu primeiro em O Quarto Poder.